Samba e bossa nova no Teatro Glauce Rocha | Funarte – Portal das Artes
Você está em: Página InicialMúsicaTodas as notíciasSamba e bossa nova no Teatro Glauce Rocha

Samba e bossa nova no Teatro Glauce Rocha

Carlos Lyra, Áurea Martins, Nilze Carvalho, Bossacucanova e Leo Gandelman sobem ao palco do espaço da Funarte no Largo da Carioca, ainda em agosto. O espetáculo “A cuíca do Laurindo” também se junta a esse time para celebrar a música brasileira na programação especial de Olimpíadas

Publicado em 17 de agosto de 2016 Imprimir Aumentar fonte
Carlos Lyra – Foto de Livio Campos
Carlos Lyra – Foto de Livio Campos

A série de música popular brasileira que a Fundação Nacional de Artes – Funarte preparou para o período dos Jogos Rio 2016 apresenta, ainda no mês de agosto, mais seis espetáculos. Cinco shows e um musical teatral compõem a programação especial Música no Teatro Glauce Rocha, que tem apresentações até 26 de agosto, às 19h, com entrada franca.

Carlos Lyra e Banda se apresentam dia 18, quinta, com o show Eu & a Bossa. Um dos criadores do movimento musical que floresceu na cidade do Rio de Janeiro, na década de 50 em plena Era JK, o compositor e cantor celebra em seu show todas as histórias nas quais esteve envolvido, situando-as no contexto sócio-político-cultural e econômico da época, lembrando de cada parceiro com histórias e belas canções. Estarão lá os momentos da célebre apresentação no Carnegie Hall (NY,1962), o encontro com Brigitte Bardot, Jacqueline Kennedy, Vinicius de Moraes, Tom Jobim, João Gilberto, Ronaldo Bôscoli, Geraldo Vandré, Gianfrancesco Guarnieri e tantos outros, acompanhados de seus belos clássicos. Você e eu, Minha namorada, Primavera, Samba do Carioca, Maria Moita, Sabe você farão um passeio pela história da Bossa Nova, conduzidos pelo quarteto que acompanha Lyra. Na formação de piano (Fernando Merlino), baixo (Adriano Giffoni), sax, flauta e clarinete (Dirceu Leite) e bateria (Ricardo Costa), músicos que há 20 anos rodam o mundo com o compositor.

No dia 19, sexta, é a vez do samba ocupar o palco do Glauce Rocha. O show Damas do Samba vai reunir Áurea Martins, Luiza Dionízio e Nilze Carvalho, que apresentam o samba de quadra como tema e canções de Dona Ivone Lara, grande homenageada da noite. O espetáculo reverencia o samba brasileiro em seu centenário, com a importância do gênero e ritmo para a história da nossa música e para a formação cultural do Rio de Janeiro e do Brasil. As três damas do samba carioca apresentam um roteiro com clássicos que incluem sucessos de Dona Ivone Lara, como Alvorecer (Dona Ivone Lara/Delcio Carvalho), Liberdade (Dona Ivone Lara/ Delcio Carvalho), Samba de Roda pra Salvador, Sereia Guiomar, Tiê, Tiê, dentre outras. A banda que acompanha todo o espetáculo é composta por alguns dos melhores músicos do samba carioca: Sarah SI (vocal); PC Castilho (sopros); André Lara (cavaquinho); Hudson Santos (violão); Netinho Albuquerque e Luiz Augusto (percussão) e Diego Zangado (bateria).

No dia 20, sábado, Bossacucanova e Leo Gandelman homenageiam a bossa nova, mostrando que a cada dia, o estilo se renova com outras linguagens e composições. Com Alexandre Moreira, Marcelinho da Luz, Marcio Menescal, o Bossacucanova, sucesso no Brasil e no exterior, vai apresentar a vertente eletrônica da bossa nova com as batidas de vinil sampleadas. O saxofonista Léo Gandelman, como convidado especial, apimenta ainda mais o espetáculo, mostrando a sinergia da bossa eletrônica com a música brasileira, com seus solos para os tradicionais clássicos do ritmo.

No dia 23, terça, a Nomade Orquestra mostra seu trabalho autoral instrumental, transitando entre o universo do funk, jazz, dub, rock, afro beat, hip-hop, ethiogrooves e outros. O grupo formado no ABC paulista incorpora elementos da música eletrônica, quebrando as barreiras entre música tradicional e música contemporânea. Improvisos, colagens sonoras e arranjos aliados a grooves marcantes e profundos aprimoramentos de timbres compõem o show do grupo, que conta com Guilherme Nakata (bateria), Ruy Rascassi (baixo), Fabio Prior (percussão), Luiz Eduardo Galvão (guitarra), Marcos Mauricio (teclado), Beto Malfati (sax, flauta e pick ups), Bio Bonato (sax baritono), Marco Stoppa (trompete), André Calixto (sax tenor e flautas), Victor Fão (trombone) e Danilo Oliveira (Vj).

Encerrando a programação especial de agosto, dias 25 e 26, quinta e sexta, o musical A cuíca do Laurindo resgata a paisagem sociocultural do Rio de Janeiro na primeira metade do século XX. A montagem tem como cenário o morro da Mangueira e suas escolas de samba. E retrata uma fase importante em termos de música popular, momento de mudanças e da estruturação do samba como o conhecemos hoje, com procedimentos rítmicos e melódicos e harmônicos próprios. Mostra o surgimento das agremiações e de uma influente geração de compositores, como Noel Rosa, Herivelto Martins e Wilson Baptista. O Laurindo do título do espetáculo foi um personagem criado por Noel no samba Triste cuíca (1935) e sua biografia foi construída musical e coletivamente nas rodas boêmias cariocas, como uma espécie de folhetim. A cuíca do Laurindo, além da pesquisa histórica e da trilha sonora composta por clássicos do gênero, contribui para o protagonismo do negro no teatro brasileiro.

Ficha técnica:
Idealização, dramaturgia e roteiro musical: Rodrigo Alzuguir
Direção: Sidnei Cruz
Elenco: Alexandre Rosa Moreno, Claudia Ventura, Hugo Germano, Marcos Sacramento, Nina Wirtti, Rodrigo Alzuguir, Vilma Melo
Direção musical, arranjos e arranjos vocais: Luis Barcelos
Arranjos adicionais: Rafael Mallmith
Direção de movimento: Ana Paula Bouzas
Figurino: Fla io Souza
Cenário: José Dias
Iluminação: Aurélio de Simoni
Desenho e operação de som: Daniel Costa
Preparação vocal: Marcelo Rodolfo
Assistente de direção: Patrícia Zampiroli
Músicos: Luis Barcelos (bandolim, cavaquinho), Rafael Mallmith (violão), Yuri Villar (sopros), Marcus Thadeu (percussão), Magno Julio (percussão)
Músicos substitutos: Maycon Julio, Lucas Porto, Marcelo Cebukin, Gabriel Leite, Kaká Nomura

Todos os espetáculos da programação especial Música no Teatro Glauce Rocha são gratuitos. Haverá distribuição de senhas uma hora antes de cada show.

MÚSICA NO TEATRO GLAUCE ROCHA
Espetáculos de Música Popular

De 18 a 26 de agosto
Terça, quinta, sexta e sábado, às 19h

Teatro Glauce Rocha
Avenida Rio Branco, 179, Centro – Rio de Janeiro (RJ)

Lotação: 207 pessoas
*Entrada franca.

PROGRAMAÇÃO

Agosto

Dias 18 – Carlos Lyra e Banda

Dia – 19 – Damas do Samba

Dia – 20 – Bossacucanova e Leo Gandelman

Dia 23 – Nomade Orquestra

Dia 25 – Musical A cuíca do Laurindo

Dia 26 – Musical A cuíca do Laurindo