#

patrocínio:

Lei de Incentivo à Cultura Petrobras
Brasil Memória das Artes
Conheça o Brasil Memória das Artes

Projeto Pixinguinha 1977: Marisa Gata Mansa, Tito Madi e Moacyr Silva

Texto do programa oficial apresenta os artistas e informa a ficha técnica e o roteiro musical do espetáculo

Marisa Gata Mansa, Moacyr Silva (em pé) e Tito Madi

Marisa Gata Mansa, Moacyr Silva (em pé) e Tito Madi

Mídias deste texto

Imagens (1 imagem)

Marisa surgiu através de João Gilberto, na época membro do grupo Garotos da Lua. Um cronista famoso naquele tempo – “O Ouvinte Desconhecido”, de O Globo – apelidou-a de “Gata Mansa” e nenhuma outra denominação se ajustou tão bem à sua personalidade e jeito de ser. Na TV apresentou-se com sucesso no Convite a Música, com o maestro e saxofonista Moacyr Silva.

A partir de 58, canta no Little Club, berço da bossa-nova, no Beco das Garrafas, Rio, reduto de artistas e cantores hoje famosos. É presença no João Sebastião Bar, em São Paulo, com os novatos Caetano Veloso, Taiguara e Jongo Trio. No Rio, em 69, faz um espetáculo de Haroldo Costa: “Aquarela Musical”. Premiada em três festivais: melhor intérprete, finalista e o primeiro lugar, só vem a se firmar com “Viagem”, de João de Aquino e Paulo César Pinheiro.

Seu nome não é Tito Madi e sim Chauki Maddi.

Começou musicando versos de Álvares de Azevedo e Gonçalves Dias; fez a sua primeira música sob influência de Caymmi. Em 52, grava o primeiro disco, um 78, com “Não Diga Não” e “Pirajuí”. Em 55, chega ao Rio, trabalhando no rádio, TV e em boates. Liga-se ao pianista Ribamar e lança um grande sucesso: “Chove Lá Fora”. Em 57, com o primeiro LP, ganha todos os prêmios de composição e interpretação. Passou por outras boates e, no momento, se apresenta na Fossa, divulgando canções românticas.

Tem mais de 25 LPs gravados, inclusive no exterior.

Filho de Dornélio Silva – Mestre da Banda de Conselheiro Lafaiete – Moacyr logo aprendeu a conviver com as dificuldades que a música lhe proporcionaria: mais de 50 LPs gravados não lhe deram, até agora, tranquilidade artística e financeira.

Começou pelo flautim; depois descobriu o sax-tenor – seu instrumento definitivo. “Passei por muito cassino, circo, gafieira, cabarés, até me tornar profissional.” Tocou em orquestras famosas. Formando seu conjunto, apresentou-se na Boate Vogue, por onde passaram Sílvio Caldas, Elizeth, Aracy de Almeida, Linda Batista e outros intérpretes consagrados.

O disco descobriu Moacyr e duas séries de LPs tornaram-se antológicas: “Dançando com você” e “Sax Sensacional”, dando-lhe uma popularidade tão esperada. Com o nome Bob Fleming, inventado por Nilo Sérgio há 20 anos, conseguiu vender mais discos que com seu próprio nome.

Com Elizeth gravou dois LPs memoráveis e descobriu Marisa Gata Mansa, levando-a para o mundo do disco.

Ficha Técnica

Músicos: Ruy (guitarra), Sérgio Maurício (contra-baixo), Fernando (piano) e Zequinha (bateria).
Diretor : Dory Caymmi
Assistente de Direção : Othoniel Serra
Administradora : Maria Lígia Ferreira

Marisa Gata Mansa, Tito Madi e Moacyr Silva: ficha técnica e roteiro do show

Roteiro

  • Cansei de Ilusões (Tito Madi)
  • Carinho e Amor (Tito Madi)
  • Sonho e Saudade (Tito Madi)
  • Gauchinha Bem-querer (Tito Madi)
  • Começaria Tudo Outra Vez (Luiz Gonzaga Júnior)
  • Segredo (Herivelto Martins e Marino Pinto)
  • Taí (Joubert de Carvalho)
  • Deus que Me Perdoe (Lauro Maia e Humberto Teixeira)
  • Cadeira Vazia (Sá, Rodrix e Guarabira)
  • Um Favor (Lupicínio Rodrigues)
  • Linda Flor (Henrique Vogeler e Luiz Peixoto)
  • Sugestivo (Moacyr Silva)
  • Nossos Momentos (Haroldo Barbosa e Luiz Reis)
  • Meditação (Tom Jobim e Milton Mendonça)
  • É Luxo Só (Ary Barroso)
  • Suas Mãos (Antônio Maria e Pernambuco)
  • Lígia (Tom Jobim)
  • Balanço Zona Sul (Tito Madi)
  • Minha (Francis Hime e Ruy Guerra)
  • Eu Sonhei que Tu Estavas Tão Linda (Lamartine Babo e Francisco Matoso)
  • Ternura Antiga (Ribamar e Dolores Duran)
  • Viagem (João de Aquino e Paulo César Pinheiro)
  • Pressentimento (Elton Medeiros e Hermínio Bello de Carvalho)
  • Tá Todo Mundo Triste (Zé Rodrix)
  • Gota D’água (Chico Buarque)
  • O que Será (Chico Buarque)
  • Castigo (Dolores Duran)
  • Por Causa de Você (Tom Jobim e Dolores Duran)
  • Solidão (Dolores Duran)
  • Noite do Meu Bem (Dolores Duran)
  • Meiga Presença (Paulo Valdez e Otávio de Moraes)
  • Chove lá Fora (Tito Madi)
  • P’tt Nego (Sebastião Fernando C. Martins)

Compartilhe!

Caro usuário, você pode utilizar as ferramentas abaixo para compartilhar o que gostou.

Comentários

1

Deixe seu comentário

* Os campos de nome, e-mail e mensagem são de preenchimento obrigatório.

Lourival Santana

enviado em 16 de janeiro de 2012

OLá! Parabéns pelo acervo. Fiquei fascinado. Gostaria que disponibilizassem para audição o show da Marisa Gata Mansa.
Gts!

Textos

leia todos os 212 textos deste acervo »

Imagens

veja todas as 301 imagens deste acervo »

Áudios

ouça todos os 783 áudios deste acervo »

  • Músicas
    • + info
      • Título: O passarinho cantou
      • Intérprete(s): Show Ivan Lins e Nana Caymmi
      • Compositor: Ivan Lins e Vitor Martins
      • Ano: 1977
      • Gênero: Ao Vivo
      • Faixa: 18/18

     

    O passarinho cantou - Nana Caymmi e Ivan Lins

  • Músicas
    • + info
      • Título: Pisando em brasa
      • Intérprete(s):
      • Compositor:
      • Ano: 1978
      • Gênero: Ao Vivo
      • Faixa: 22/22

     

    Pisando em brasa - Canhoto da Paraíba

  • Músicas
    • + info
      • Título: Nascente
      • Intérprete(s):
      • Compositor:
      • Gênero: Ao Vivo
      • Faixa: 11/11

     

    Nascente – Beto Guedes

Vídeos

veja todos os 88 vídeos deste acervo »

  • Cachaça, árvore e bandeira – Moacyr Luz

    Cachaça, árvore e bandeira - Moacyr Luz

    Shows
  • DVD Funarte – Pixinguinha 2005 – Documentário – parte 10 de 10

    DVD Funarte – Pixinguinha 2005 – Documentário - parte 10 de 10

    Documentários
  • DVD Funarte – Pixinguinha 2006 – parte 05 de 05

    DVD Funarte – Pixinguinha 2006 – parte 05 de 05

    Documentários