#

patrocínio:

Lei de Incentivo à Cultura Petrobras
Brasil Memória das Artes
Conheça o Brasil Memória das Artes

No primeiro ano do Projeto Pixinguinha, uma aula de samba com João Nogueira e Cartola

Encontro do sambista portelense com o fundador da Mangueira rendeu um dos espetáculos mais bonitos da história do Projeto Pixinguinha

Fla-Flu no Projeto Pixinguinha de 1977: espetáculo memorável reuniu o rubro-negro João Nogueira e o tricolor Cartola

Fla-Flu no Projeto Pixinguinha de 1977: espetáculo memorável reuniu o rubro-negro João Nogueira e o tricolor Cartola

Mídias deste texto

Imagens (7 imagens)

Áudios (23 áudios)

  • < play >
    00:00 vol
    subir
    • Nó na Madeira – João Nogueira

    • Batendo a Porta – João Nogueira

    • Sem Medo – João Nogueira

    • Wilson, Geraldo e Noel – João Nogueira

    • Pimenta no Vatapá – João Nogueira

    • Malandro JB – João Nogueira

    • Espelho – João Nogueira

    • Samba da Bandola – João Nogueira

    • Mineira – João Nogueira

    • Apoteose ao Samba – João Nogueira

    • Alvorada – Cartola

    • Corra e Olhe o Céu – Cartola

    • Peito Vazio – Cartola

    • Disfarça e Chora – Cartola

    • As Rosas Não Falam – Cartola

    • Alegria – Cartola

    • Autonomia – Cartola

    • O Mundo É Um Moinho – Cartola

    • Albatrozes – João Nogueira

    • Acontece – Cartola

    • Chorando Pelos Dedos – João Nogueira

    • O Que É Feito De Você – Cartola

    • Tive Sim, Não Quero Mais Amar a Ninguém, O Sol Nascerá – Cartola e João Nogueira

    descer

Em 1977, o grande compositor Cartola vivia o auge do sucesso de sua carreira de cantor, lançada com dois LPs primorosos pela gravadora Marcus Pereira, em 1974 e 76. Já o sambista João Nogueira se firmava como uma das principais vozes do samba, com quatro discos lançados – o primeiro em 1972 – e composições de sucesso gravadas por Elizeth Cardoso, Elza Soares e Clara Nunes. A união dos dois craques numa das caravanas que abriam o Projeto Pixinguinha era certeza não só de sucesso, como de uma aula de samba. Clique na galeria de áudios ao lado para ouvir o espetáculo completo.

Dirigido por Arthur Laranjeiras, o espetáculo estreou no Rio de Janeiro e depois percorreu São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Belo Horizonte e Brasília, durante os meses de setembro e outubro de 1977. Segundo os arquivos do Projeto, um total de 19.348 espectadores aplaudiu o show, que era aberto por João Nogueira, com Nó na Madeira (de João e Eugênio Monteiro), que comandava a primeira parte do roteiro. Na segunda metade, Cartola iniciava sua participação com Alvorada (dele com Carlos Cachaça e Hermínio Bello de Carvalho) e depois cantava sucessos como As Rosas não Falam, O Mundo é um Moinho e Peito Vazio (dele com Elton Medeiros), lançados no ano anterior.

Seu repertório também apresentava canções inéditas, como o sambista veterano tratou de anunciar no espetáculo de abertura da turnê, no Teatro Dulcina (Rio de Janeiro): “Essa música que vou cantar tem três meses de feita e já está no meu novo LP, da RCA, que deve sair muito breve. Chama-se Autonomia.” Outra inédita apresentada em primeira mão no Projeto Pixinguinha era o samba O que é Feito de Você, que sairia no terceiro disco de Cartola, Verde que te Quero Rosa, lançado logo após a turnê. De volta ao palco para o encerramento do espetáculo, João Nogueira era saudado pelo velho mangueirense (“Tudo bem, Seu João? Tudo certinho?”) e retribuía à altura (“Monstro!”). Em seguida, cantavam em dueto os sambas Tive Sim, Não Quero mais Amar a Ninguém (Cartola e Carlos Cachaça) e O Sol Nascerá (Cartola e Elton Medeiros).

Uma constante em todas as cidades por que passava a caravana do Projeto Pixinguinha era o carinho com Cartola, que vinha sendo redescoberto pelos fãs da música popular brasileira e cada vez mais via sua agenda repleta de compromissos. “Mas não me queixo porque, finalmente, depois de tanto tempo, minha hora chegou. E fico feliz, pois é a meninada quem mais me apoia”, comemorava o velho compositor em depoimento ao Jornal do Brasil (edição de 23 de setembro de 1977). Clique na galeria de imagens para ver matérias sobre o espetáculo.

Um dos representantes da tal “meninada” era o violonista Cláudio Jorge, que participou da turnê como músico do grupo Bandola, que acompanhava os sambistas, e de quebra teve a honra de se tornar parceiro de Cartola no samba Dê-me Graças, Senhora, composto em plena estrada. “Me lembro de quando acordei e encontrei no meu quarto uma folha de pacote de cigarros, colocada por baixo da porta, com a segunda parte da letra assinada pelo Cartola. Tenho isso até hoje”, recorda Cláudio Jorge, que na época tinha 28 anos.

Nesta turnê de 1977, Cláudio Jorge contribuiu para o repertório com duas parcerias com João Nogueira: Samba da Bandola e Chorando pelos Dedos, sendo esta última dedicada ao grande bandolinista Joel Nascimento.

A turnê também teve uma nota triste: quando a caravana passava por Curitiba, Cartola recebeu a notícia da morte de seu pai, Sebastião Oliveira. Consolado pelos companheiros de viagem, tomou um avião para o Rio de Janeiro para comparecer ao enterro, no Cemitério de Ricardo de Albuquerque, retomando a turnê do Projeto Pixinguinha em Porto Alegre.

No ano seguinte, Cartola voltou a participar do Projeto Pixinguinha, desta vez ao lado de Carlinhos Vergueiro e Cláudia Savaget.

Compartilhe!

Caro usuário, você pode utilizar as ferramentas abaixo para compartilhar o que gostou.

Comentários

1

Deixe seu comentário

* Os campos de nome, e-mail e mensagem são de preenchimento obrigatório.

josé acilino dos santos vieira

enviado em 29 de janeiro de 2011

Caras, que viagem!!!!! Vi pouca coisa, mas só pelo que vi, fiquei maravihado e, juro, com os olhos mareados. Que ideia maravilhosa. A equipe está de parabens pela iniciativa. Tomara Deus me dê mais um monte de anos para que eu possa acompanhar estas páginas históricas, cujas algumas histórias, tive prazer de acompanhar ao vivo, como é o caso do “Projeto Pixinguinha”. Saudades de João Nogueira. Beijos em todos e, mais uma vez, PARABENS!

Textos

leia todos os 212 textos deste acervo »

Imagens

veja todas as 301 imagens deste acervo »

Áudios

ouça todos os 783 áudios deste acervo »

  • Músicas
    • + info
      • Título: O passarinho cantou
      • Intérprete(s): Show Ivan Lins e Nana Caymmi
      • Compositor: Ivan Lins e Vitor Martins
      • Ano: 1977
      • Gênero: Ao Vivo
      • Faixa: 18/18

     

    O passarinho cantou - Nana Caymmi e Ivan Lins

  • Músicas
    • + info
      • Título: Pisando em brasa
      • Intérprete(s):
      • Compositor:
      • Ano: 1978
      • Gênero: Ao Vivo
      • Faixa: 22/22

     

    Pisando em brasa - Canhoto da Paraíba

  • Músicas
    • + info
      • Título: Nascente
      • Intérprete(s):
      • Compositor:
      • Gênero: Ao Vivo
      • Faixa: 11/11

     

    Nascente – Beto Guedes

Vídeos

veja todos os 88 vídeos deste acervo »

  • Cachaça, árvore e bandeira – Moacyr Luz

    Cachaça, árvore e bandeira - Moacyr Luz

    Shows
  • DVD Funarte – Pixinguinha 2005 – Documentário – parte 10 de 10

    DVD Funarte – Pixinguinha 2005 – Documentário - parte 10 de 10

    Documentários
  • DVD Funarte – Pixinguinha 2006 – parte 05 de 05

    DVD Funarte – Pixinguinha 2006 – parte 05 de 05

    Documentários