#

patrocínio:

Lei de Incentivo à Cultura Petrobras
Brasil Memória das Artes
Conheça o Brasil Memória das Artes

Candeia (1988)

com Aniceto do Império, Carlinhos Vergueiro, Casquinha, Cristina, Doca da Portela, Mauro Diniz, Mauro Duarte, Monarco, Paulo César Pinheiro, Velha Guarda da Portela e Wilson Moreira

Capa do LP Candeia (1988)

Capa do LP Candeia (1988)

Mídias deste texto

Imagens (8 imagens)

Áudios (11 áudios)

  • < play >
    00:00 vol
    subir
    • Discos Projeto Almirante – Candeia – Não vou te perdoar

    • Discos Projeto Almirante – Candeia – Morro do sossego

    • Discos Projeto Almirante – Candeia – O último bloco

    • Discos Projeto Almirante – Candeia – Anjo Moreno

    • Discos Projeto Almirante – Candeia – Quero estar só

    • Discos Projeto Almirante – Candeia – Portela é uma família reunida

    • Discos Projeto Almirante – Candeia – Criança louca

    • Discos Projeto Almirante – Candeia – Réu confesso- Indecisão

    • Discos Projeto Almirante – Candeia – Seis datas magnas

    • Discos Projeto Almirante – Candeia – Testamento de partideiro

    • Discos Projeto Almirante – Candeia – Peso dos anos

    descer

Infelizmente, Candeia viveu muito pouco. Nasci­do no dia 17 de agosto de 1935, no subúrbio ca­rioca de Oswaldo Cruz, morreu no dia 16 de no­vembro de 1978, vítima de uma complicação que atingiu o seu fígado e os seus rins. Fez centenas de sambas, liderou os sambistas e escreveu um livro sobre a Portela, em parceria com Isnard Araújo e prefácio do locutor que vos fala, intitulado Esco­la de Samba, a Árvore que Perdeu a Raiz. Três, qua­tro anos depois, a Quilombo acabou. Não havia mais quem mobilizasse o samba para uma pro­posta tão revolucionária.

Hoje, permanecem, indeléveis e belíssimos, os sambas e o exemplo do extraordinário composi­tor e cidadão Antônio Candeia Filho.

(texto de Sérgio Cabral, 1988)

(Leia na íntegra o encarte na galeria de imagens. Para melhor leitura, clique em “tamanho máximo”)

Faixas:

1. Não Vou te Perdoar (Candeia / Wilson Moreira)
Wilson Moreira / Aniceto do Império

2. Morro do Sossego (Candeia /Arthur Poerner)
Cristina

3. O Último Bloco (Candeia)
Mauro Diniz

4. Anjo Moreno (Candeia)
Mauro Duarte

5. Quero Estar Só (Candeia / Wilson Moreira)
Wilson Moreira

6. Portela é uma Família Reunida (Monarco / Candeia)
Monarco

7. Criança Louca (Candeia)
Carlinhos Vergueiro

8. Réu Confesso (Candeia / Casquinha / Davi do Pandeiro)
Indecisão (Candeia / Casquinha)
Casquinha

9. Seis Datas Magnas (Candeia / Altair Prego)
Velha Guarda da Portela

10. Testamento de Partideiro (Candeia)
Doca da Portela

11. Peso dos Anos (Candeia / Walter Rosa)
Paulo César Pinheiro

Ficha Técnica Original

Produção Fonográfica: Funarte/INM/Divisão de Música Popular
Produção Artística: Carlinhos Vergueiro, Cristina e Mauro Duarte
Direção Musical e Arranjos: Tuninho Galante
Coordenação de Produção: Paulo César Soares
Assistente de Produção: Maísa de Aguiar
Produção Executiva: INM, Divisão de Música Popular, Fernando Maluff, Hilton Nobre, Marília Loback, Jorge Nei, Raimundo Roma, Marlice Machado e Otoniel Serra
Projeto Gráfico: Luiz Fernando Borges da Fonseca
Edição e revisão de texto: Nildon Ferreira
Ilustração da capa: Lan
Estúdio: Hara Internacional (Rio de Janeiro, Brasil), dezembro de 1984
Técnico de gravação: Paulo Cunha
Assistente de estúdio: Marcos Holsback
Mixagem: Marcelo Sabóia
Corte: Milton Araújo
Prensagem: Gravações Elétricas
Gravação: agosto de 1987
Agradecimentos especiais: Aniceto do Império, João Baptista Vargens, Sergio Cabral e Velha Guarda da Portela.

Compartilhe!

Caro usuário, você pode utilizar as ferramentas abaixo para compartilhar o que gostou.

Comentários

1

Deixe seu comentário

* Os campos de nome, e-mail e mensagem são de preenchimento obrigatório.

tuninho galante

enviado em 11 de dezembro de 2010

Que alegria poder rever esse trabalho. Foi um dos primeiros discos que fiz os arranjos e a a direção musical completa. Que boas lembranças das gravações, das brincadeiras do Mauro Bolacha Duarte, a amizade com Carlinhos Vergueiro, Cristina Buarque , Paulão 7 Cordas e Wilson Moreira que perduram, enfim, que alegria.

Textos

leia todos os 41 textos deste acervo »

Imagens

veja todas as 189 imagens deste acervo »

Áudios

ouça todos os 216 áudios deste acervo »

Vídeos

veja todos os 21 vídeos deste acervo »

  • O samba de Wilson Batista e a elegância de Roberto Silva na memória de Joyce Moreno (english)

    O samba de Wilson Batista e a elegância de Roberto Silva na memória de Joyce Moreno (english)

    Videodocumento
  • O samba de Wilson Batista e a elegância de Roberto Silva na memória de Joyce Moreno (française)

    O samba de Wilson Batista e a elegância de Roberto Silva na memória de Joyce Moreno (française)

    Videodocumento
  • O samba de Wilson Batista e a elegância de Roberto Silva na memória de Joyce Moreno (español)

    O samba de Wilson Batista e a elegância de Roberto Silva na memória de Joyce Moreno (español)

    Videodocumento